Santiago do Chile na primavera: o que fazer?

A primavera está chegando no Chile e, como o país possui as quatro estações do ano bem marcadas, a capital Santiago fica ainda mais atraente, apresentando uma beleza totalmente diferente daquela vista antes no inverno. No lugar da neve, você verá muito mais verde. No lugar das folhas secas nas calçadas, você verá as pétalas das flores que estão florescndo nas árvores. Verá as videiras dos vinhedos, antes secas, agora começando a ganhar cor e formato.

São várias as mudanças que chegam com o início da estação mais florida do ano, deixando a capital do país ainda mais bonita. Se você está planejando uma viajem para Santiago do Chile durante 23 de setembro a 22 de dezembro, não perca os 5 principais passeios que separamos como os imperdíveis para realizar na primavera.

1. Visitar Valparaíso e Viña del Mar

Por que visitá-las? Primeiro, é possível visitar Valparaíso e Viña del Mar em um mesmo dia, já que as duas cidades estão separadas por uns 20 minutos uma da outra. Além disso, com o fim do inverno, o litoral de Santiago ganha um clima mais agradável e o sol se faz mais presente, principalmente pela tarde, quando irradia brilho sob o Oceano Pacífico.

Segundo, e mais importante, você vai conhecer Valparaíso, a cidade conhecida como joia do pacífico e considerada Patrimônio da Humanidade e caminhará por suas ruas coloridas até o seu ponto histórico, que está carregado de significados políticos e culturais para o país. Verá, também, os seus principais edifícios, praças, becos e, finalizará a experiência realizando um incrível passeio de barco pelo porto, que um dia foi considerado o mais importante do país.

De Valparaíso, seguirá viagem até Viña del Mar, uma cidade mais moderna e charmosa, conhecida como a Miami do Chile. Suas praias são lindas e será possível vê-las cheias em dias de final de semana, quando chilenos e turistas a escolhem para curtir um pouco de sol e brisa marinha proporcionados pela estação. Conhecerá o seu cartão portal, o Relógio de Flores, construído para a Copa do Mundo, realizada no Chile em 1962, e que teve Viña del Mar como uma de suas sedes.

Após o almoço em um dos mais reconhecidos restaurantes da região, o passeio termina levando o turista para conhecer um moai original da Isla de Páscoa e que está localizado na fachada de um dos principais museus da cidade, o Museu Fonck.

2. Conhecer a Casa Museu do Poeta Pablo Neruda, em Isla Negra

Tem vontade de conhecer a casa do Pablo Neruda? Imagine então poder percorrer pelo mundo mágico oferecido pela residência considerada a preferida do poeta, onde também está enterrado ao lado de sua última esposa?

O local, originalmente, chamado Las Gaviotas, foi rebatizado pelo poeta como Isla Negra por causa da cor de suas rochas. Além disso, Neruda, amante do mar e das coisas marítimas, construiu a casa como um navio, com tetos baixos, piso de madeira e corredores estreitos.

Nesta casa, também são mantidas as coleções mais importantes que o Neruda valorizou durante sua vida, a maioria delas objetos de várias partes do mundo, muitas relacionadas ao mar, como proas, mapas, réplicas de veleiros, navios dentro de garrafas e conchas. Outras coleções incluem cachimbos, sapatos velhos, máscaras e garrafas de formas estranhas, que estão na sua sala de estar batizada de “No fundo do mar”.

Um passeio imperdível para entender um pouco mais sobre a vida de Pablo Neruda e sua importância para o Chile.

3. Ir a Vinícolas

Visitar uma das mais incríveis vinícolas do mundo na primavera é uma experiência ainda mais encantadora, já que nesta estação as videiras estão brotando e os vinhedos ficam verdes e cheios de vida.

Desde as mais tradicionais, como Concha y Toro, Undurraga e Santa Rita, até as mais premiuns, luxuosas e modernas, como a Montes e Vik, visitar um dos vinhedos chilenos é a oportunidade perfeita para aprender mais sobre o influente mercado de vinho do país, assim como aproveitar de uma deliciosa harmonização com a seleção de alguns de seus mais importantes rótulos.

Ah, e se quiser conhecer mais de uma vinícola, nossa sugestão é que opte pelo passeio conhecido como Rota do Vinho, que te permite conhecer 2 vinhedos ou mais em um mesmo dia, e que pode ser feito pelo Valle del Maipo, Valle de Casablanca, Valle de Colchagua, Valle de Cachapoal, Pirque, entre outros.

4. Realizar o City Tour pro Santiago

Ao realizar o City Tour, você conhecerá os principais pontos turísticos da cidade de Santiago. Percorrerá pelo seu casco histórico, conhecendo os seus edifícios históricos, e caminhará por seus mais atraentes bairros e ruas. Também conhecer um dos cerros mais bonitos da capital, o Cerro Santa Lucía. E, agora na primavera, é impressionante como estes cartões-postais da capital ganham um visual distinto, principalmente os parques, que se encontram mais vivos, bem verdes e floridos.

Após o percurso, você também poderá conhecer um dos cerros mais atraentes, o Cerro San Cristóbal. Nele, está localizado o Teleférico de Santiago, que possui três estações que te permitem atravessar a cidade, indo do Bairro BellaVista (entrada pela Rua Pío Nono e onde também está o funicular) até Providencia, ou vice e versa. Ah, e uma dica, o passeio fica ainda mais lindo quando feito durante o pôr do sol. Você vai se apaixonar!

5. Templo Bahá’í

Localizado aos pés da Cordilheira dos Andes, o Templo Bahá’í foi inaugurado em outubro de 2016, sendo o primeiro templo Bahá’í da Améria do Sul.

Chama atenção por sua incrível arquitetura, já que sua forma característica de flor é apreciável de vários pontos de Santiago, uma vez que está localizado na Precordillera, na comuna de Peñalolén. Com os seus 30 metros de altura e 30 de diâmetro, é folheado no exterior por vidro fundido transparente e, no interior, por mais de 400 toneladas de mármore trazidas de Portugal.

À sua forma marcante, é acrescentado o delicado trabalho paisagístico do parque que o abriga, que ocupa quase 11 hectares. Suas fontes de água e a vista majestosa da cidade, que é alcançada a partir do topo, criam um sentimento de muita paz interior, justamente atingindo o seu objetivo principal.

O templo, segundo a comunidade Bahá ‘ í, é um lugar que promove o encontro entre as religiões, que serve como um espaço para a oração e reflexão, e onde rituais ou cerimônias não são permitidos.

Pode ser visitado de terça a domingo de 09h às 19h, sem reserva prévia. Durante as segundas-feiras e alguns feriados (irrenunciáveis) o local permanece fechado.

Nossa sugestão é que, quando o visite, não vá embora antes de assistir ao pôr do sol. É indescritível!

Caso queira conhecer mais sobre os nossos passeios e conferir as dicas pré viagem ao Chile, não deixe de acessar o nosso blog: www.somostour.cl/blog

Seleccionar moneda
USD Dólar de los Estados Unidos (US)